sábado, 23 de setembro de 2017

Equilíbrio na vida


Como anda a sua motivação pelo trabalho e pelos outros compromissos da vida? Imagine a vida como um jogo onde você faz malabarismo com cinco bolas. O nome dessas bolas são trabalho, família, saúde, amigos e espírito. O trabalho é uma bola de borracha. Se cair, bate ao chão e pula para cima.

As outras quatro bolas são de vidro, isto é, se caírem, se arrebentam no chão e ficam danificadas para sempre.Entender isso é buscar o equilíbrio na vida. Mas como? Não diminuindo o próprio valor e não comparando-se com outras pessoas. Somos todos diferentes. Cada um de nós é um ser especial feito por Deus.

Não fixe seus objetivos com base no que os outros acham importante. Só você está em condição de escolher o que é melhor para sua vida. Dê mais valor as coisas mais queridas ao seu coração. Sua vida irá brilhar mais! A vida carece de sentido.

Não deixe que a vida escorra entre os dedos por viver no passado ou futuro. Não se esqueça que o presente é uma dádiva de Deus. Se viver um dia de cada vez, sua viagem será tão boa quanto o destino. Não desista quando ainda você é capaz de caminhar um quilômetro a mais. Nada termina até que se deixa de tentar. Não tenha medo de admitir que você não é perfeito.

É aprendendo a correr riscos que aprendemos a ser vitoriosos. Não exclua o amor de sua vida, dizendo que não pode ou não consegue encontrá-lo. Ele é o diferencial da sua vida. É a melhor forma de encontrar amor é dar amor. Se você der asas para o amor você atingirá as alturas e o melhor equilíbrio da vida que é ser feliz.

Pense nisso!

(www.belasmensagens.com.br)


Abraços Fraternais

domingo, 3 de setembro de 2017

Pétalas e espinhos


À um homem, quando nasceu, foi lhe dado uma cesta de pétalas de rosas e uma cesta de espinhos. E lá foi o homem pela sua vida caminhando.

De vez em quando jogava umas pétalas de rosas aqui, outras ali ao chão e muitas e muitas vezes jogava espinhos… E lá foi o homem caminhando, jogando poucas pétalas de rosas e muitos espinhos ao chão…

Quando chegou no fim da sua vida, a cesta de pétalas de rosas estava praticamente cheia, enquanto a de espinhos estava quase vazia e diante de Jesus perguntou: – Jesus, aqui estou, já terminei a minha missão, o que faço agora?

E Jesus com os olhos fixos naquele homem, respondeu-lhe:
-E agora, meu filho, volte pelo mesmo caminho que você veio.

Espalhe amor e alegria pela sua vida, tratando bem o seu semelhante e todos os seres existentes nesta terra, pois, certamente, se não o fizer, sofrerás mais tarde com a dor dos espinhos nos seus pés.

(fonte: www.belasmensagens.com.br)

Fraternos Abraços

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Louise Hay


Hoje, partiu Louise Hay 
mas antes de ir, deixou um belo texto para nós:

"A morte não existe, ela é apenas um conceito. Sim, é uma experiência também, mas, uma experiência como qualquer outra. Tudo o que se manifesta no mundo físico, se transforma. Todas as experiências que você tem, passo a passo, deixam de existir no momento seguinte. Ou seja, você morre todos os dias, em todos os momentos, para todos os eventos que experimenta. E você não acha isso ruim, acha isso muito bom! Entretanto, a ideia de transformá-la lá no fim, lhe assusta. Mas, sabe por que assusta? Porque você se individualiza, você deixa sua Mente convencê-lo de que você existe, é muito importante, mais do que todos e quando você acabar aqui, tudo acaba. Isso é um grande erro e é isso que lhe traz sofrimento. Você cria e alimenta algo conhecido como Ego, que acumula experiências e coloca tudo em um grande caldeirão de individualidade e separação, por isso ele não quer terminar, ele não quer que nada mude, porque se considera único e extremamente vulnerável ao tempo. Mude isso, modifique, porque, percebendo o mundo assim, você se agarra à maioria das experiências. Se identifica com elas, e, quando elas terminam, você, inevitavelmente sofre."

Louise Hay, 
8 de outubro de 1926 - 30 de agosto de 2017

Saudação Na Paz

Opiniões diferentes...


                                               Louise Hay
Hoje o mundo fica um pouco mais pobre em SABEDORIA! 
Com a partida do Plano Terra desta mulher SÁBIA!
Grata pelo seu Legado!

Todos nós temos opiniões diferentes. Você tem o direito de ter a sua e eu tenho um direito de minerar. Aconteça o que acontecer no mundo, tudo o que podemos fazer é que é bom para nós mesmos. 

Ele é necessário que você entre em contato com sua orientação interior, porque é a sabedoria que sabe as respostas certas para você. Não é fácil para ouvir a nós mesmos quando amigos e familiares nos dizer o que devemos fazer. 

No entanto, as respostas a todas as perguntas que surgirão em sua vida estão agora dentro. 

Toda vez que você dizer 'não sei', você fecha a porta a sua sabedoria interior. As mensagens que você recebe de seu Eu Superior são positivos e fortalecê-lo. Se você receber mensagens negativas, isso significa que você age de seu ego e um plano mental humano, e até talvez a partir de sua imaginação, mas muitas vezes as mensagens positivas que recebem através da imaginação e dos sonhos.

Tomar decisões magras que lhe convém. Em caso de dúvida, pergunte a si mesmo: "Esta decisão é inspirada por me amar? Eu sou melhor fora agora?". 

Ele é possível que depois de um dia, uma semana ou um mês depois, tomar outra decisão. Mas pergunte a si mesmo estas perguntas em todos os momentos.

(Louise L. Hay de seu livro O poder está dentro de você).

Saudações Na Paz

terça-feira, 29 de agosto de 2017

A Potência do Amor




“FRAGMENTO DA ULTIMA CARTA 
DE EINSTEIN À SUA FILHA LIESERL !

O AMOR…

Quando propus a teoria da relatividade, muito poucos me entenderam, e o que lhe revelarei agora para que o transmita à humanidade, também se chocará contra a incompreensão e os preconceitos do mundo.

Peço-lhe mesmo assim, que o guarde o tempo todo que seja necessário, anos, décadas, até que a sociedade haja avançado o suficiente para acolher o que lhe explico a seguir.

Existe uma força extremamente poderosa para a qual a ciência não encontrou ainda uma explicação formal.

É uma força que inclui e governa todas as outras, e que está inclusa dentro de qualquer fenômeno que atua no universo e que ainda não foi identificada por nós.

Esta força universal é o Amor.

Quando os cientistas buscam uma teoria unificada do universo, esquecem da mais invisível e poderosa das forças.

O amor é luz, já que ilumina quem o dá e o recebe.
O amor é gravidade, porque faz com que umas pessoas sejam atraídas por outras.

O amor é potência, porque multiplica o melhor que temos e permite que a humanidade não se extinga no seu egoísmo cego.

O amor revela e desvela. Por amor se vive e se morre.
Esta força explica tudo e dá sentido em maiúscula à vida.
Esta é a variável que temos evitado durante tempo demais, talvez porque o amor nos dá medo, já que é a única energia do universo que o ser humano não aprendeu a manobrar segundo seu bel prazer.

Para dar visibilidade ao amor, fiz uma simples substituição na minha mais célebre equação. Si no lugar de E=mc² aceitamos que a energia necessária para sanar o mundo pode ser obtida através do amor multiplicado pela velocidade da luz ao quadrado, chegaremos à conclusão de que o amor é a força mais poderosa que existe, porque não tem limite.

Após o fracasso da humanidade no uso e controle das outras forças do universo que se voltaram contra nós, é urgente que nos alimentemos de outro tipo de energia.

Se quisermos que nossa espécie sobreviva, se nos propusermos encontrar um sentido à vida, se desejarmos salvar o mundo e que cada ser sinta que nele habita, o amor é a única e última resposta.

Talvez ainda não estejamos preparados para fabricar uma bomba de amor, um artefato bastante potente para destruir todo o ódio, o egoísmo e a avareza que assolam o planeta.

Porém, cada individuo leva no seu Interior , um pequeno, mas, poderoso gerador de amor, cuja energia espera ser liberada.
Quando aprendermos a dar e receber esta energia universal, querida Lieserl, comprovaremos que o amor tudo vence, tudo transcende e tudo pode, porque o amor é a quintessência da vida.

Lamento profundamente não ter sabido expressar o que abriga meu coração, que há batido silenciosamente por você toda minha vida.

Talvez seja tarde demais para pedir-lhe perdão, mas, como o tempo é relativo, preciso dizer-lhe que a amo e que graças a você, cheguei à ultima resposta.

Seu pai,
Albert Einstein 

Abraços Fraternais

terça-feira, 25 de julho de 2017

Reflexão


Sempre que se deparar com uma crítica, pare e pense: 
"O que importa é o que eu sinto, 
não o que essa pessoa sente.
O importante é o que eu ouço, 
não o que o outro fala.
O essencial é o que eu penso, 
não o que o fulano ou o sicrano pensam.
Dou valor àquilo que realmente sinto.
A natureza me fez responsável por mim 
e assim o serei - para sempre!"

Luiz Gasparetto


domingo, 23 de julho de 2017

Libertar sua mente


A boa notícia é que você pode livrar -se de sua mente. Essa é a única libertação verdadeira. Você pode dar o primeiro passo agora. Comece por ouvir a voz de sua cabeça o mais rápido que puder. 


Preste especial atenção a quaisquer padrões de pensamento repetitivos, aqueles velhos que já soavam em sua cabeça, talvez por anos. Isso é o que eu chamo de "observar o pensador , " que é outra maneira de dizer: ouvir a voz de sua cabeça, seja lá como se ela fosse uma testemunha.

Quando você ouve essa voz, fazê-lo de forma imparcial. Quer dizer, Não julgue. Nenhum juiz vai condenar o que você ouve, porque isso iria significar que a mesma voz veio novamente pela porta de trás. Logo você começa a perceber isso: é a voz e eu que estou ouvindo, assistindo. Este entendimento que eu sou, este sentido de sua própria presença, não é um pensamento. Ela surge a partir além da mente. 

Então, quando você ouvir a um pensamento, você está ciente, não só do pensamento, mas de si mesmo como uma testemunha. Ele tem aparecido uma nova dimensão de consciência. Enquanto ouve os pensamentos que você sentir uma presença consciente - sua profundas estão além ou abaixo de pensamento, como eles dizem. 

O pensamento, em seguida, perde o seu poder sobre você e rapidamente desaparece, porque você já não energiza a mente através da identificação com ele. Este é o começo do fim do pensamento involuntário e compulsivo. 


Quando um pensamento perde força, você experimenta uma descontinuidade no fluxo mental, um espaço de "não mente". No início , as lacunas será curta, alguns segundos, talvez, mas tornam-se gradualmente mais tempo. Quando ocorrem estas pausas você experimenta certa quietude e paz dentro de você. É o início de seu estado natural de percepção de unidade com o Ser, que normalmente é obscurecida pela mente. 


Com a prática, a sensação de quietude e paz vai aprofundar. Na verdade, essa profundidade é interminável. Você vai também sentir uma emanação sutil de alegria surgindo de dentro. A alegria de estar Este,
não é um estado de transe em tudo. Aqui não é nenhuma perda de consciência, é o oposto.

(Eckhart Tolle, em seu livro O Poder do Agora).