terça-feira, 25 de julho de 2017

Reflexão


Sempre que se deparar com uma crítica, pare e pense: 
"O que importa é o que eu sinto, 
não o que essa pessoa sente.
O importante é o que eu ouço, 
não o que o outro fala.
O essencial é o que eu penso, 
não o que o fulano ou o sicrano pensam.
Dou valor àquilo que realmente sinto.
A natureza me fez responsável por mim 
e assim o serei - para sempre!"

Luiz Gasparetto


domingo, 23 de julho de 2017

Libertar sua mente


A boa notícia é que você pode livrar -se de sua mente. Essa é a única libertação verdadeira. Você pode dar o primeiro passo agora. Comece por ouvir a voz de sua cabeça o mais rápido que puder. 


Preste especial atenção a quaisquer padrões de pensamento repetitivos, aqueles velhos que já soavam em sua cabeça, talvez por anos. Isso é o que eu chamo de "observar o pensador , " que é outra maneira de dizer: ouvir a voz de sua cabeça, seja lá como se ela fosse uma testemunha.

Quando você ouve essa voz, fazê-lo de forma imparcial. Quer dizer, Não julgue. Nenhum juiz vai condenar o que você ouve, porque isso iria significar que a mesma voz veio novamente pela porta de trás. Logo você começa a perceber isso: é a voz e eu que estou ouvindo, assistindo. Este entendimento que eu sou, este sentido de sua própria presença, não é um pensamento. Ela surge a partir além da mente. 

Então, quando você ouvir a um pensamento, você está ciente, não só do pensamento, mas de si mesmo como uma testemunha. Ele tem aparecido uma nova dimensão de consciência. Enquanto ouve os pensamentos que você sentir uma presença consciente - sua profundas estão além ou abaixo de pensamento, como eles dizem. 

O pensamento, em seguida, perde o seu poder sobre você e rapidamente desaparece, porque você já não energiza a mente através da identificação com ele. Este é o começo do fim do pensamento involuntário e compulsivo. 


Quando um pensamento perde força, você experimenta uma descontinuidade no fluxo mental, um espaço de "não mente". No início , as lacunas será curta, alguns segundos, talvez, mas tornam-se gradualmente mais tempo. Quando ocorrem estas pausas você experimenta certa quietude e paz dentro de você. É o início de seu estado natural de percepção de unidade com o Ser, que normalmente é obscurecida pela mente. 


Com a prática, a sensação de quietude e paz vai aprofundar. Na verdade, essa profundidade é interminável. Você vai também sentir uma emanação sutil de alegria surgindo de dentro. A alegria de estar Este,
não é um estado de transe em tudo. Aqui não é nenhuma perda de consciência, é o oposto.

(Eckhart Tolle, em seu livro O Poder do Agora).

Reflexão


Você foi criado para ser uma expressão maravilhosa e amorosa da vida. A vida está esperando por você para abri-lo e você se sente digno do bom você ter reservado.

Sabedoria e inteligência do universo são seus para você para usar. A vida é para apoiá -lo . Tenha certeza de que o seu poder interior está à sua disposição. 

Quando você sente medo, está indo muito bem, preste atenção à respiração, a respiração vindo dentro e fora de nosso corpo. O ar, a substância mais preciosa da vida, nos é dado livremente. Temos o suficiente para nos durar enquanto vivemos. 

Nós aceitamos essa substância preciosa quase sem pensar, ainda temos dúvidas de que a vida irá satisfazer as nossas outras necessidades. É hora de você saber o seu próprio poder e saber o que ele pode fazer. 

Assinar o seu interior e descobrir quem você é.

(fonte: Louise L. Hay de seu livro O poder está dentro de você)

Fraternos Abraços

sábado, 22 de julho de 2017

Motivação * Auto-Motivação



‘Motivação’
Palavra muito utilizada por profissionais, empresas e especialistas. Geralmente tudo no mundo gira em torno da motivação.

“Preciso de motivação para ir ao trabalho.” “Preciso de motivação para ir a academia.” “Preciso de motivação para estudar.” E por ai vai…
Mas afinal, será que você precisa de motivação ou de auto-motivação???

Primeiramente vamos entender a diferença entre as duas:

Motivação: Motivo + Ação, ou seja, o indivíduo precisa de um motivo para fazer uma ação.

Auto-motivação: é a capacidade de motivar a si mesmo, para encontrar uma razão e a força necessária para fazer alguma coisa, sem a necessidade de serem influenciados a fazê-lo por outra pessoa.

No nosso dia a dia, é importante nós termos um pouco de cada coisa, primeiramente vem a motivação, ela pode vir de várias formas, através de um elogio, de um prêmio, de um aumento salarial, de um novo desafio, de uma meta pessoal, ou seja, de coisas positivas que irão nos impulsionar a buscar aquele resultado, mas notem que na motivação você precisa de um fator externo, precisa de um auxílio, de um impulso.

Certo, mas ai você se pergunta, então qual o problema da motivação, ela é ótima, nos faz querer melhorar, correr atrás dos nossos objetivos, sim, isso é verdade, porém o maior problema da motivação é que ela dura pouco tempo. Por exemplo, um aumento salarial, no momento em que você o recebe você fica extremamente motivado, feliz, faz novos planos, porém ele vai durar o tempo suficiente até você se acostumar com ele financeiramente, ou seja, a partir do momento em que esse aumento já fizer parte da sua rotina, a sua motivação terá acabado e logo você irá precisar de outra.

A motivação pode ser comparada à um doce, você sempre precisa comer após o almoço para ficar feliz e motivado.

É nesse momento, que entre a auto-motivação, ela é como se fosse sua dieta, ela é a sua força de vontade, o seu real empenho em querer fazer sem ajuda de fatores externos.

Abaixo vou dar algumas dicas para você se auto-motivar:

1) MUDE SEU MODO DE PENSAR:

Quando você começa a pensar de forma positiva, automaticamente você começa a ter ações positivas, e tudo parece começar a dar certo, isso faz com que você tenha resultados esperados e floresça a sua automotivação.


2) ENCARE A AUTOMOTIVAÇÃO COMO UM DESAFIO:


Lembre-se que ser automotivado é para poucos, portanto esse já será o seu diferencial, você tendo um diferencial já começará a ser visto com outros olhos pelas pessoas ao seu redor e consequentemente atrairá coisas positivas.


3) NÃO ESPERE NADA EXTERNO:


Quando você se auto motiva, não pode esperar contribuições positivas externas, caso você as receba, ótimo, caso não, isso não pode ser um motivo para se desmotivar.

4) ACEITE QUE VOCÊ TEM DEFEITOS:


Aceitar suas falhas e seus defeitos é um grande passo para os acertos, foque nas suas qualidades que você as vezes desconhece e aprenda com os erros para minimizá-los. Quando se acerta mais do que erra isso causa uma satisfação, principal acompanhante da motivação.


5) FAÇA O QUE GOSTA:


Claro que não podemos fazer o que gostamos o tempo todo, mas procure nas pequenas coisas do dia a dia fazer algumas das quais sente prazer, se sentir bem e feliz é uma realização, o que contribui para que você sempre faça melhor.

Comece com uma motivação, mas continue com a auto-motivação, caso contrário sua vida será repleta de insatisfação e frustrações e provavelmente muitas das metas que você planejou, nem sairão do papel.

“Acredite em si próprio 
e chegará um dia em que os outros 
não terão outra escolha senão acreditar em você.”

Fraternos Abraços

quarta-feira, 31 de maio de 2017

Porque as pessoas gritam?



Um dia um Mestre perguntou aos seus discípulos o seguinte:
Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?

Os homens pensaram por alguns momentos:
Porque perdemos a calma, disse um deles, por isso gritamos.

Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao teu lado? perguntou o Mestre - Não é possível falar-lhe em voz baixa? Por que gritas a uma pessoa quando estás aborrecido?

Os homens deram algumas respostas, mas, nenhuma delas satisfazia ao Mestre.

Finalmente ele explicou:
Quando duas pessoas estão aborrecidas, seus corações se afastam muito. Para cobrir esta distância precisam gritar para poder escutar-se.
Quanto mais aborrecidas estejam, mais forte terão que gritar para escutar-se um ao outro através desta grande distância.

Em seguida o Mestre perguntou:
O que sucede quando duas pessoas se enamoram? Elas não se gritam, mas, sim se falam suavemente, por quê? Seus corações estão muito perto. A distância entre elas é pequena.

O Mestre continuou:
Quando se enamoram acontece mais alguma coisa? Não falam, somente sussurram e ficam mais perto ainda de seu amor. Finalmente não necessitam sequer sussurrar, somente se olham e se compreendem. E isto é tudo. Assim é quando duas pessoas que se amam estão próximas.

Então o Mestre disse:
Quando discutirem, não deixem que seus corações se afastem. Não digam palavras proferidas com mágoas, com ressentimentos, com culpas ou julgamentos nocivos, que os distanciem cada vez mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta, tamanha, que não mais encontrarão o caminho de volta, e ai se distanciarão definitivamente.

Amor, Luz e Paz

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Reflexões


A Borboleta nos ensina a não temer as mudanças e transformações, pois, por mais quente e aconchegante possa estar a larva, 
é a borboleta que vive bela e plenamente, 
após ter resistido ao medo 
e á escuridão do desconhecido para alcançar a luz além do casulo.


Nossas atitudes escrevem nosso destino. 
Nós somos responsáveis pela vida que temos.
Culpar os outros pelo que nos acontece é cultivar a ilusão.
A aprendizagem é nossa e ninguém poderá fazê-la por nós,
assim como nós não poderemos fazer pelos outros.
Quanto mais depressa aprendermos isso, menos sofreremos.

Zíbia Gasparetto

Um dos segredos da vida,
é subir os degraus floridos,
com as pedras em que tropeçamos.
Jack Penn

sábado, 13 de maio de 2017

A Águia


A águia sabe o momento de parar:
arranca as penas gastas e, paciente,
aguarda que outras cresçam, no lugar,
para enfrentar os ares, novamente.

Não há nada mais belo do que o voar da águia, 
de asas abertas, imponente.
Lá das alturas fica a procurar o que precisa, 
pra que se alimente.

Trocar as velhas penas é entender
que a gente pode, mesmo com saudade,
ser feliz mesmo quando envelhecer.

E ao voltar a voar, sempre à vontade,
de alma nova, voltar a perceber,
que quem faz nosso voo é a nossa idade.
Théo Drummond